COMO ME ENCONTRAR

  • "Atendo em meu consultório na especialidade de Acupuntura e LASERterapia (tratamento com LASER, usado para crianças e adultos). As consultas são realizadas com hora marcada e todo o material é de uso único e descartável"
  • Av. dos Bancários, n. 76 conj.32 - Ponta da Praia - Santos - SP
  • O atendimento é sempre diferenciado: as consultas com duração de 1 hora, horários rigorosamente respeitados e a segurança de um profissional experiente, devidamente habilitado pelo Conselho Regional de Biomedicina em Patologia Clínica e Acupuntura, e também com pós graduação e especialização em Acupuntura.
  • Tel.: (13) 3261 6264 - 32612760 - 9714 0735 - e-mail: acupunturatavares@gmail.com
  • VOCÊ PODE ME ENCONTRAR TAMBÉM EM: http://www.bancodesaude.com.br/ - Não deixe de acessar, pois o blog tem dicas importantes sobre saúde.

GOSTOU??? ENTÃO DIVULGUE!!!

"A você que tem prestigiado meu consultório, se está satisfeito com o tratamento que fez ou vem fazendo e acredita que encontrou um profissional sério, capaz de atender as necessidades que o(a) trouxeram até mim, DIVULGUE aos seus conhecidos o meu blog.

Será um grande prazer atender àqueles que me procuram, seja através de uma indicação ou dos meios de propaganda convencionais. Um grande abraço e Seja Feliz."
Dr. José Roberto

TRATANDO COM RESPEITO

Alguns diferenciais que uso em meu consultório, são importantes para a eficácia do tratamento:

. FORMAÇÃO PROFISSIONAL: a garantia de você estar se tratando com um profissional graduado na área de saúde, com pós-graduação (especialização) em acupuntura, com pós-graduação (especialização) em fitoterapia, atualizando-se com cursos e estudos sistematicamente.

. PONTUALIDADE: não vejo o atraso com bons olhos. O respeito por aquele que está privilegiando o meu consultório, começa pela pontualidade rigorosa no horário marcado.

. AGULHAS E MATERIAS EM GERAL TOTALMENTE DESCARTÁVEIS: todo o material usado é estéril e de uso único. As agulhas são descartadas e incineradas, uma a uma, na frente do paciente após o uso.

. CONFORTO ADEQUADO: Ambiente apropriado para o tratamento proposto: Aconchegante, sem exageros, música suave, limpeza e asseio dentro dos padrões exigidos pela ANVISA.

Desta forma, convido à todos para que venham nos conhecer e ao nosso trabalho. Atuamos na área de Biomedicina há 25 anos sendo mais de 13 anos em Acupuntura. Venha inteirar-se do grande rol de patologias em que podemos atuar, aumentando o conforto dos nossos pacientes.

Um grande abraço à todos.

Dr. José Roberto Tavares Lima







OBRIGADO PELO CONTATO!

Obrigado à todos que visitaram esta página. Ela foi criada especialmente para quem gosta da Acupuntura, da Medicina Tradicional Chinesa, da Fitoterapia e de cuidar da saúde, principalmente através de atitudes, sem o uso indiscriminado de medicamentos. Um grande abraço.
Dr. José Roberto Tavares Lima

Total de visualizações de página

sexta-feira, 21 de novembro de 2014

Curso Avançado de Magnetoterapia em Porto Alegre (RS) - março 2015

 
 
Aos Colegas Acupunturistas, Fisioterapeutas, Estudantes de Acupuntura, Massoterapeutas, Terapeutas Holísticos, etc.
Estarei em Porto Alegre (RS) nos dias 14 e 15 de março de 2015 para dar um curso bastante dinâmico e avançado sobre Magnetoterapia.
Vejam o Programa no folder acima.
Entrem em contato com a Leila Manica pelo telefone no folder para garantir a sua vaga. Serão apenas 25 vagas!
Abraço!

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

 

domingo, 27 de julho de 2014

CURSOS DE HOMEOPATIA OnLINE - HOMEOPATIA EM ESCALAS

Este projeto da professora Ana Paula Macedo tem a finalidade de levar aos estudantes de Homeopatia (somos sempre eternos estudantes dentro da Homeopatia), conhecimento científico e atual sobre essa ciência que a cada dia toma maior amplitude.
Aos colegas da área de saúde, convido-os para entrar em contato com a Ana Paula para assistirem a aula inaugural, dia 06 de agosto as 20h. Será gratuita.
O grande benefício dos cursos que virão por aí é a praticidade de estarmos no aconchego do lar ou do consultório, sem precisarmos nos deslocar.
Participem! Façam sua inscrição, pois o evento será daqui há 10 dias!

domingo, 20 de julho de 2014

A COMPROVAÇÃO DA ACUPUNTURA

Caros Leitores (as) . . .
 
A Revista Super Interessante n. 137 publica uma matéria sensacional sobre a eficácia e a comprovação científica dos efeitos da acupuntura. Parabéns à Revista Super Interessante pela profundidade que fez a matéria, pois muitas vezes a superficialidade das matérias que tenho visto sobre o assunto, acaba por deixar dúvidas aos leitores. Esta é uma revista que recomendo!
Dr. José Roberto Tavares Lima
Ligação direta

Prepare-se para comprar o seu estojo de agulhas. Cientistas da Universidade da Califórnia comprovaram que os pontos da acupuntura estão mesmo ligados, através do cérebro, a importantes órgãos internos e funções do corpo.
Por
 Denis Russo Burgierman
O pesquisador espeta a lateral do pé do voluntário e gira a agulha devagar. Na tela do computador, onde se vê a imagem do cérebro do paciente, acende-se uma área, sinal de que ela entrou em atividade. Só que o campo iluminado não rege o movimento dos pés nem processa a dorzinha da picada: trata-se da parte do córtex que controla a visão. E, não por acaso, o local perfurado é aquele que os chineses chamam de kuang ming (clareza da luz), usado para curar doenças dos olhos.
Foi assim que o físico Zang-Hee Cho, da Universidade da Califórnia, comprovou que certos pontos na pele estão de fato ligados a órgãos internos, como se sabe no Oriente há cinco milênios. A pesquisa, realizada em 1998 pela equipe do coreano Cho, é uma notícia aguardada há décadas. Pelo menos 1 bilhão de cidadãos dentro e fora da China já recorrem à acupuntura, e outro tanto certamente só não o faz porque duvida da sua confiabilidade. Agora, antigos e novos usuários poderão submeter-se às beliscadas com tranqüilidade. A ciência chegou, pela primeira vez, a conclusões seguras a respeito do assunto.

Laboratório de dentroCho escolheu o kuang ming porque o córtex visual é a área mais bem mapeada do cérebro. Além disso, outros dois acupontos (os lugares prescritos para as agulhadas) relacionados aos olhos foram estimulados em doze cobaias. Em todos os casos, o campo do cérebro correspondente à vista foi ativado. Por fim, para garantir os resultados, o físico tratou de cravar outros lugares do pé, sem valor para a acupuntura. O córtex ignorou as pinicadas falsas.
"Ninguém ainda havia provado que os acupontos têm conexão com o córtex, a parte do cérebro que toma as decisões e controla os órgãos", disse Cho à SUPER. Essa camada do cérebro é capaz de ativar uma verdadeira indústria farmacêutica interna (veja na página 28). Ela pode estimular a produção de anticorpos para enfrentar vírus e bactérias invasoras; acalma o sujeito; manda fabricar os hormônios que regem os órgãos; e ordena a criação de substâncias que aliviam a dor. Enfim, está provado que a terapia chinesa encontrou um jeito de acionar, sem remédios ou bisturi, importantes circuitos da nossa máquina bioquímica.
Ponte orgânica
Esta gravura chinesa antiga mostra um dos doze meridianos que percorreriam o corpo humano. Utilizando esse caminho, os acupunturistas garantem que, ao enfiar uma agulha no dedo mindinho, curam palpitações e previnem enfartes. Estranho, não é? Mas moderníssimos testes de ressonância magnética estão confirmando essas relações dentro do organismo
A cura está na farmácia interior
Há 5 000 anos, quando criaram a acupuntura, os chineses não sabiam que o cérebro rege todo o organismo. O sistema que inventaram pressupunha a existência de doze meridianos — canais de energia que conectariam os órgãos — sobre os quais se localizam 1 500 acupontos. "A tradição diz que, com as agulhas, podemos reorganizar a energia que circula nesses canais", diz o chinês Jou Eel Jia, acupunturista em São Paulo. Acontece que ninguém nunca viu um meridiano. A idéia de que, em vez de uma estrada energética invisível, sejam terminais nervosos, através do cérebro, que ligam o pé aos olhos, como demonstraram Cho e seus colegas, é mais plausível para a medicina ocidental.
A mesma hipótese explicaria a eficácia das agulhadas para curar — esta ainda um mistério para os cientistas. "Se o estímulo chega ao córtex, pode, a partir dele, atingir o hipotálamo", sugere o fisiologista Gilberto Xavier, da Universidade de São Paulo. "O hipotálamo é um centro nervoso que trabalha em conjunto com a hipófise, a glândula-mãe." A dupla rege a produção dos hormônios que agem nos órgãos. Controlando-os, fica fácil tratar muitas das doenças causadas pelo seu desequilíbrio, da diabete à obesidade.
Um hormônio importante é a adrenalina, que é liberada quando tomamos um susto. Ela nos deixa alertas, mas também agitados e estressados. "Já sabemos que um de seus efeitos colaterais é baixar a resistência a doenças", conta Xavier. Aí a acupuntura pode ajudar controlando os níveis de adrenalina no sangue e deixando os anticorpos livres para agir.
E há ainda um outro possível efeito. "O estímulo pode agir no bulbo cerebral, que manda nos neuroquímicos", diz Cho, referindo-se às proteínas que tornam possível a transmissão de impulsos entre um neurônio e outro. Se os acupunturistas as controlam, podem bloquear a dor das doenças ou aliviar a dependência de drogas e álcool.

Ex-cético"Para ver o cérebro, Cho usou ressonância magnética, técnica em que foi um dos pioneiros", explica o argentino Horácio Panepucci, da Universidade Federal de São Carlos, interior de São Paulo, o principal pesquisador da ressonância no Brasil. "O aparelho é uma espécie de raios X para ver tecidos moles como o cérebro." O coreano empregou tecnologia de ponta, a ressonância magnética funcional, que, além de enxergar o córtex, identifica mudanças na quantidade de oxigênio no sangue, revelando quais regiões cerebrais estão em atividade. Agora ele tenta captar financiamento para testar os acupontos ligados à audição, ao olfato e ao paladar. A técnica custa caríssimo.
Cho, que tem 62 anos, conhece a acupuntura faz tempo. "Quando eu era criança, meu pai teve uma paralisia facial e se curou com as agulhas", contou à SUPER. Essa doença, caracterizada pela perda dos movimentos em um dos lados do rosto, é tratada pelos ocidentais com cortisona, um hormônio violento que provoca inchaço e aumento de peso, entre outros efeitos colaterais.
Mesmo assim, o coreano não acreditou na terapia milenar. "Moro no Ocidente desde 1962 e aprendi a achar que acupuntura é fantasia", diz. Isso até ele próprio, em 1990, tomar um tombo e torcer o pé. Atraído pelo baixo preço das consultas — cerca de 40 reais, contra 100 reais em média no Brasil —, resolveu tentar. "Foi quase um milagre. Depois de 15 minutos de sessão, eu estava bom. Resolvi que valia a pena pesquisar por que funciona tão bem."
Xavier, porém, ressalta que o experimento de Cho é animador, mas limitado. "Ele mostrou que o estímulo no pé ativou as áreas visuais. Mais do que isso é especulação." Segundo o fisiologista, serão necessárias outras pesquisas para revelar de que maneira a acupuntura cura.
O físico coreano Zang-Hee Cho, da Universidade da Califórnia: mesmo admitindo ter-se tornado "cético" sobre a eficácia de medicinas tradicionais, depois de quase 40 anos passados no Ocidente, provou que a acupuntura funciona

O ponto kuang ming, ligado à visão, faz parte do meridiano da bexiga, que sai do pé e vai até o canto interno dos olhos. A medicina ocidental não aceita a teoria dos meridianos, mas também nunca conseguiu provar que eles de fato não existem. Segundo a acupuntura, há doze meridianos e 1 500 acupontos ao longo deles
Para aliviar, espete a agulha no nervo certo.
A cura de doenças pela acupuntura sempre foi um mistério para a ciência. Mas o neurocientista canadense Bruce Pomeranz, da Universidade de Toronto, já tinha compreendido há mais de vinte anos como é possível controlar a dor com as picadinhas (veja infográfico abaixo).
"Existe uma célula na coluna vertebral que se chama interneurônio", conta o fisiologista Gilberto Xavier. "Ela é um neurônio, só que pequeno, e sua função é evitar que o cérebro seja avisado da dor em situações em que isso prejudicaria o indivíduo" — por exemplo, no caso do sujeito que, apesar de ter a perna quebrada, tem de se safar rápido de um acidente. A acupuntura sabe usar esse recurso também em situações menos extremas: quando se estimula um certo tipo de terminação nervosa logo abaixo da pele, o interneurônio é induzido a entrar em ação, bloqueando o caminho da dor no corpo inteiro.
"Os pontos de acupuntura, conhecidos há milhares de anos, são justamente os lugares da pele com maior concentração de nervos que ativam esse mecanismo", explica o médico Ysao Yamamura, que chefia o renomado Departamento de Acupuntura da Universidade Federal de São Paulo. Isso justifica o sucesso da terapia no tratamento de dores. Mas, até o trabalho de Cho, ninguém sabia sugerir como ela age em órgãos específicos e faz o paciente sarar de doenças.

Eficiência indiscutível
No início de 1997, os Institutos Nacionais de Saúde dos Estados Unidos organizaram uma reunião para avaliar a eficácia das aplicações. "A conclusão foi que elas realmente funcionam", disse à SUPER o médico David Ramsay, reitor da Universidade de Maryland, nos EUA, e presidente do encontro. Ramsay acha que há evidências fortíssimas de que as agulhas melhoram dores de cabeça, de dentes, de coluna e cólicas menstruais. Tudo previsto pela teoria dos interneurônios.
Mas também ficou provado que ela é eficiente para tratar asma, enjôos em pacientes de quimioterapia ou recém-operados e para ajudar na reabilitação de viciados em álcool e drogas. Nada disso é explicado pela teoria de Pomeranz. Possivelmente, tem a ver com hormônios e neuroquímicos. Em todos esses casos, as aguilhoadas bem aplicadas trazem resultados tão bons ou melhores que os equivalentes ocidentais, com a vantagem de não terem efeitos colaterais.
"A acupuntura funciona, e bem, para quase toda doença no começo", diz Yamamura (veja quadro abaixo). "É a terapia perfeita para prevenção, para o que não aparece nos exames, para desequilíbrios hormonais, dores e tudo o que for relacionado à tensão", completa. Fora disso, o tratamento convencional é a melhor opção.
Mesmo sem entender seu funcionamento, a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda a terapia aos países-membros. Dos 1 500 acupontos espalhados pelo corpo, a OMS comprova a eficácia de 360. Seguindo esse conselho, o Brasil foi o pioneiro no Ocidente em reconhecer essa prática como especialidade médica, em 1995. "Já somos mais de 5 000 médicos que usam acupuntura no Brasil, sem contar os 20 000 não-médicos habilitados para executar as aplicações", diz Yamamura. Em setembro passado, o Conselho Federal de Medicina proibiu todas as práticas de medicina alternativa que não tivessem sido suficientemente comprovadas. A acupuntura, assim como a homeopatia, foi uma das únicas poupadas.
Ou seja, a ciência já sabia há muito tempo que as agulhadas fazem bem. Mas só agora começa a entender por quê.
Zhen jiu, o ideograma chinês para acupuntura, representa não só as agulhas mas também a erva que, tradicionalmente, era queimada durante as sessões de terapia
Uma ilustração do meridiano da bexiga, onde são tratadas doenças dos olhos, ouvidos e nariz e também perturbações mentais como a esquizofrenia e a depressão
Comunistas ressuscitaram saber ancestral.
A acupuntura já tem muito prestígio no Ocidente. Depois da experiência de Cho, isso tende a aumentar. Mas ela quase deixou de existir no começo deste século. Em 1912, sob influência dos ingleses, a China baniu as terapias tradicionais (veja quadro abaixo). "Os grandes laboratórios farmacêuticos estavam chegando à Ásia e queriam introduzir seus produtos à força", interpreta o acupunturista Jou Eel Jia, nascido na China e residente em São Paulo. O resultado foi desastroso: em 1949, havia só 40 000 médicos para atender 500 milhões de habitantes.
Naquele ano, Mao Tsé-tung (1893-1976) liderou a revolução comunista. Um de seus primeiros atos foi reabilitar os terapeutas até então ilegais, transformando-os em agentes de saúde. Mao também criou faculdades e institutos de pesquisa do método tradicional, além de um sistema que integra as duas medicinas, no qual os pacientes podem escolher a sua preferida.
Hoje, a acupuntura é oficial também no Japão e na Coréia e há terapeutas em praticamente todo o mundo. Só nos Estados Unidos, onde foi introduzida nos anos 70, entre 9 e 12 milhões de pacientes recorrem às agulhas anualmente. Com a pesquisa de Cho, elas podem confiar que não estão recorrendo a um curandeirismo, e sim a uma técnica médica comprovada.
Para saber mais
Ch’an Tao, de Jou Eel Jia, Norvan Martino Leite e Lilian Fumie Takeda, Plexus, São Paulo, 1998.
Basics of Acupuncture, de Bruce Pomeranz e Gabriel Stux, Springer-Verlag, Nova York, 1998.
Mao Tsé-tung, o "grande timoneiro" da Revolução Chinesa de 1949, tirou a acupuntura do ostracismo em que ela caíra durante o domínio dos colonizadores ingleses
Uma representação alegórica dos doze meridianos, os supostos canais pelos quais circula a energia. A teoria estabelecida há 5 000 anos diz que, sempre que ela não flui de maneira correta, surgem os males e as doenças
1. O estímulo é aplicado no kuang ming. Esse ponto é usado tradicionalmente para tratar dores nos olhos e algumas doenças da visão, como glaucoma e conjuntivite.
2. Os nervos levam os impulsos até a espinha dorsal, por onde sobem para o cérebro. Por algum motivo desconhecido ainda, eles provocam atividade na área visual do córtex cerebral (veja nas imagens ao lado).
3. O córtex ativa o hipotálamo e a hipófise, a dupla que regula a produção de hormônios, e o bulbo cerebral, a estrutura que comanda a fabricação das substâncias que induzem os impulsos a percorrer os neurônios. As agulhadas curam ao fazer com que o próprio organismo produza seus remédios.
Quando foi conferir os resultados dos experimentos, Cho notou uma coisa estranha. Alguns voluntários reagiam ao espetão com uma subida no fluxo sanguíneo. Em outros ele baixava. "Achei que era um erro e repeti a experiência. Mas aconteceu o mesmo", conta ele. Foi aí que um dos acupunturistas envolvidos na pesquisa matou a charada. "Yin e yang", disse ele, e apontou entre os doze voluntários quem era o quê.
Na filosofia chinesa, quase tudo gira em torno do equilíbrio entre yin (frio) e yang (quente). Há pessoas yin, tranqüilas como o próprio Cho, e outras yang, agitadas. Já que a terapia age compensando as deficiências de cada paciente, ela aumenta a velocidade com que o sangue flui nos yin e baixa a dos yang.
A primeira imagem mostra o cérebro depois de estimulado por uma lanterna acesa. A área assinalada é o córtex visual.
A segunda foi feita depois da sessão de acupuntura. Repare que a mesma área está iluminada. Isso não quer dizer que o cérebro confundiu a agulhada com uma luz, mas sim que a mesma região foi estimulada. Ou seja, há conexão entre o acuponto e a visão. Na terceira imagem, o córtex visual não foi ativado.
A ilustração registra o momento em que o terapeuta fez furos em um ponto não relacionado à visão, para ter certeza de que os resultados não seriam alterados pela expectativa dos voluntários. Estômago
Tudo o que está ligado ao estresse pode ser vencido pelas agulhas. O tratamento de úlceras e gastrites é eficiente.

Dores
O uso mais comum da terapia é para dores, sejam elas na coluna ou nos músculos, causadas por torções ou por cólicas menstruais. Também serve como anestesia.

Vícios
Assim como o cigarro, o álcool e as drogas, essa terapia mexe com a transmissão de impulsos entre neurônios. Por isso, ajuda a acabar com a dependência.

Respiração
Os resultados também são excelentes para o tratamento de asma e bronquite. Sem falar nas alergias, que ainda desafiam a medicina ocidental.
1. A agulha é enfiada até atingir o tecido muscular. A aplicação, em geral, é quase indolor. Daí o terapeuta começa a girá-la. Nesta ilustração, o ponto estimulado é o anestésico, que fica no tornozelo.
2. Temos vários receptores nervosos diferentes na pele. Cada um para uma sensação (frio, calor, tato, pressão e dor). Os pontos de acupuntura são aqueles onde há nervos que transmitem o sinal de dor.
3. O impulso levado pelo nervo faz com que o interneurônio, uma célula que conecta um neurônio ao outro, produza um opióide — substância que tem efeito analgésico semelhante ao do ópio.
4. O opióide se liga ao neurônio seguinte e bloqueia os sinais de dor. Assim, o corpo todo fica anestesiado.
Diz a lenda que, 5 000 anos atrás, um soldado chinês foi ferido no tornozelo durante uma guerra contra os mongóis. O agressor não o matou, mas fez algo bem mais importante: realizou a primeira aplicação de acupuntura. Ele acertou o ponto anestésico e curou uma enxaqueca que atormentava o adversário.
É assim que os chineses narram o surgimento da sua medicina. Os doze meridianos teriam sido traçados a partir desse primeiro acuponto. Espetando-o com uma agulha, o paciente sente um choque que vai até outro ponto. Estimulando esse segundo, o choque leva ao terceiro, e assim por diante. Hoje, os 1 500 acupontos são acionados com agulhas finíssimas de aço inoxidável, com 1 a 12 centímetros. Dói? Em geral, não. Mas, quanto menos saudável o órgão ativado, mais o paciente sentirá a agulhada. Alimentação
Os chineses equilibram a energia comendo. Gengibre e pimenta são yang, quentes. Tratam a depressão e a sonolência. Melancia é yin, fria, e acalma. Há milhares de ervas medicinais, algumas com eficiência comprovada, como a ma huang (Ephedra sinica), de onde vem a efedrina, que combate a asma, e a qian ceng ta (Huperzia serrata), base da droga Huperzina A, usada contra o mal de Alzheimer.

Ginástica
O tai chi chuan é uma espécie de dança com movimentos lentos que mexe as articulações do corpo para fazer a energia fluir nos meridianos e, teoricamente, prevenir doenças.

Massagem
Para dores e doenças leves, bastam massagens nos acupontos. É o tradicional tui-na e seus derivados: do-in, a massagem em apenas um acuponto, e shiatsu, ao longo de todo o meridiano.

Mentalização
Os grandes sábios chineses não usam anestesia quando vão ao dentista. Segundo eles, graças à técnica do tao-yin, controlam com a mente as sensações de frio, calor e dor, as emoções e até o funcionamento dos órgãos. Não precisam de acupuntura.
Créditos para: Revista Super Interessante - Edição 137

quinta-feira, 19 de junho de 2014

MOXABUSTÃO em Crianças

Caros Leitores . . .

A Moxabustão é uma prática milenar na China. É feita a partir da queima de uma planta chamada Artemisia, que encontra-se nas mais diversas apresentações: bastão com 1 cm de diâmetro; bastão fino com 0,5 cm ou menos de diâmetro; solta para ser colocada sobre a pele; pequenos cones colocados sobre a pele, dentre tantos, além da moxa de carvão, que serve apenas para obtermos o calor desejado pela técnica.
Existe uma controvérsia para o uso desta técnica em crianças, porém, a controvérsia não encontra respaldo técnico em nenhuma publicação científica, com algum trabalho feito com o intuito de desprestigiar essa técnica tão eficiente. Muito pelo contrário! Nos grandes centros chineses de Acupuntura, usa-se a moxa para tratar crianças e adolescentes e com grande eficácia. Hoje, os chineses criaram até dispositivos para colocar na cabeça do paciente, onde acoplam-se vários bastões de moxa simultaneamente.
Em meu consultório, como atendo à todas as idades e atendo pacientes com quadros alérgicos, rinites, sinusites e problemas pulmonares, não uso a moxa clássica de bastão, pois algumas pessoas espirram com a fumaça da moxa. Também não uso a moxa de carvão, que produz pouca fumaça e nada de cheiro. Usei muito essas duas moxas durante muitos anos. Atualmente, uso a Moxa Eletrônica como fonte de calor, pois produz exatamente a mesma temperatura que a moxa convencional e uso a Tintura de Artemisia diretamente na pele do paciente. Sendo assim, não existe fumaça, não existe cheiro.
As crianças se beneficiam desta técnica tanto quanto os adultos. Abaixo, coloco uma foto de uma criança fazendo a técnica, ainda com o uso do bastão tradicional e uma foto da Moxa Eletrônica sendo usada junto com agulhas em um adulto, sendo que em crianças não usamos agulhas, apenas a Moxa Eletrônica e o LASER nos pontos de Acupuntura.
 

Parar de Fumar Com Acupuntura

Caros Leitores . . .
 
Sempre recebo e-mails e telefonemas no consultório, de pessoas com a mesma dúvida: "ACUPUNTURA FAZ PARAR DE FUMAR?"
Bem, eu poderia simplesmente responder "sim" ou "não", mas a resposta não é tão simples assim. Na Medicina Tradicional Chinesa não tratamos sintomas; tratamos o Ser Humano como um todo. Desta forma, muito mais importante do que tentar fazer alguém parar de fumar, é entender os motivos que levam a pessoa a fumar e principalmente, os motivos pelos quais ela não consegue parar de fumar sem ajuda profissional.
Muitas pessoas desenvolvem vínculos com o cigarro! Acreditem! Isso acontece com mais frequência do que se imagina! Alguns tabagistas não conseguem estudar, ou ler ou trabalhar se o cigarro não está no cinzeiro ao lado, muitas vezes queimando sozinho e ele dá uma tragada ou outra. Muitas pessoas quando ansiosas, desencadeiam o ato de fumar um cigarro atrás do outro, até muitas vezes passarem mal, sentindo náuseas e tontura (pior é que muitos não reconhecem isso e acabam culpando algo que tenha comido). Outras pessoas, quando estão depressivas, apegam-se ao cigarro e fumam em demasia. Outras que sofrem de insônia, ficam na janela de suas casas (apartamentos) fumando até 20 cigarros em uma noite, ou até mais que isso.
Então, primeiramente precisamos entender os motivos que levam a pessoa a fumar e posteriormente entender o seu vínculo com o cigarro. Daí em diante, traçamos um plano para auxiliar a pessoa a parar de fumar, desde que ela queira, que ela deseje isso como algo que lhe fará bem.
Conseguimos através de técnicas associadas de modo personalizado (Acupuntura - LASERterapia - Homeopatia - Fitoterapia - Cristais Radiônicos, dentre tantas), que a pessoa fique mais equilibrada, menos ansiosa e consiga diminuir muito o vício. Deste ponto em diante, parar é só uma questão de tempo e vontade própria, pois o vínculo está quebrado!
Portanto, as pessoas que realmente tem vontade de parar com o Tabagismo - prática que tem levado muitas pessoas à morte por problemas pulmonares, desde DPOC (Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica) até Câncer de Pulmões com metástases para outros órgãos) - devem procurar ajuda profissional quando não conseguirem por si mesmas abandonar o vício.
A foto abaixo é apenas uma brincadeira para descontrair!
Estamos à disposição para ajudar, com consultas individualizadas, com hora marcada e atendendo com respeito àqueles que nos procuram, sem atrasar no horário marcado.

 

Nossos Meridianos e o Relógio

Caros Leitores . . .
 
Na Medicina Tradicional Chinesa falamos em 12 Meridianos, de onde tiramos a Teoria dos Zang-Fu (Órgãos e Vísceras - Órgãos são as chamadas constituições maciças e Vísceras são as chamadas constituições ocas).
A partir de observações, os chineses entenderam que cada um deles tem duas horas de energia máxima. Interessante! Como tudo fica esclarecedor na Medicina Chinesa: 12 Meridianos, 2 horas de auge para cada um e o nosso dia tem 24 horas!
Colocarei aqui o nosso "Relógio" e vocês passarão a entender muitos sintomas que aparecem durante as 24 horas do dia, em vocês próprios, em seus filhos e até o relato de alguns conhecidos. Para os profissionais da Medicina Chinesa, esta observação é primordial para um bom tratamento, pois nem tudo se resolve com medicamentos e sim com mudança de hábitos. Apenas vou salientar para uma observação do cotidiano: "por qual motivo as grandes crises de tosse, bronquite, rinites e tudo que está relacionado ao Sistema Respiratório e, portanto, Pulmões, acontece de madrugada?" Simples: vejam o horário mais energético deste Órgão (pulmão é órgão por ser maciço) no quadro abaixo.
Desta forma, os adeptos à Medicina Tradicional Chinesa e que fazem tratamento com Acupuntura, devem se observar mais, para relatar os detalhes de seus sintomas ao profissional que está lhes atendendo.
Forte abraço à todos!

Seis Plantas Que Purificam O Ar . . .

Caros Leitores . . .
 
Este texto merece os créditos de Fernando Ramos, do blog:
 
Como biomédico acupunturista e fitoterapeuta, procuro sempre novidades na área da Medicina Tradicional Chinesa e também do que chamamos de Medicina Complementar. Lendo este texto, achei-o de uma simplicidade enorme e de uma utilidade grande também, pois as residências hoje são praticamente verticais, fechadas, cheias de poluição de todos os tipo. Desta forma, parabenizo o Fernando pelo texto e por outros que também achei interessante em seu blog!
 

1. Palmeira de Bambu: elimina formaldeído e também atua como um umidificador natural.

2. Espada de São Jorge: serve para absorver os óxidos de nitrogênio e formaldeído.

3. Palmeira: uma das melhores plantas purificadoras do ar. Para a limpeza do ar em geral.

4. Planta Aranha: grande planta para o interior da casa que elimina o monóxido de carbono e outras toxinas e impurezas.

5. Lírio da Paz: este, poderíamos chamar de "limpeza de todos." Frequentemente são colocados no banheiro ou lavanderia, uma vez que eles são conhecidos para a remoção de esporos de fungos. Também conhecido para eliminar formaldeído e tricloroetileno (é um hidrocarboneto clorado comumente usado como um solvente industrial ).

6. Gérbera: no solo estas maravilhosas flores eliminam o benzeno no ar, são conhecidos para melhorar o sono ao absorver dióxido de carbono e emitem mais oxigênio durante a noite

domingo, 18 de maio de 2014

DEDO EM GATILHO - Tenosinovite Estenosante dos Flexores

Caros (as) Leitores (as) . . .
 
Você já ouviu falar na expressão "Dedo em Gatilho"?
Bem, sei que muitos não só ouvirão falar como padecem dessa patologia. Outros, nem tinham ouvido falar, até não vivenciarem o problema em si ou em algum conhecido.
Minha intenção com este texto é, além de esclarecer o que é o "Dedo em Gatilho" de uma forma mais científica, mostrar que temos alternativas muito eficazes além da cirurgia e a ingestão de medicamentos anti-inflamatórios e corticoides usados para a situação.
A Tenosinovite Estenosante dos Flexores dos Dedos das Mãos, também conhecida como "Dedo em Gatilho", caracteriza-se por dor no trajeto dos tendões flexores dos dedos das mãos, na região do "túnel osteofibroso", que está associada ao travamento ou à dificuldade de movimentar os dedos ou o polegar, permanecendo em posição de flexão.
Trocando em miúdos, você cerra o punho como se fosse dar um soco em alguém e quando tenta abrir a mão, um ou mais de um dos dedos travam e só volta a posição normal se ajudar com a outra mão ou forçando com o próprio dedo a extensão. É claro que o movimento para voltar é seguido de dor forte.
Quando o paciente faz o movimento de extensão do dedo, sente um ressalto parecido com o disparo de um gatilho sendo pressionado até o seu disparo, daí o nome "Dedo em Gatilho"!
Conforme citei, nos casos mais graves o dedo em gatilho fica flexionado, permanecendo nesta posição, travado e só consegue-se fazer a extensão com a ajuda da outra mão, às custas de muita dor.
Essa situação é causada pelo estreitamento do sistema de "polias e túneis" que abrigam os tendões dos flexores dos dedos das mãos, que se encontram na região distal da palma das mãos e também na região palmar dos dedos.
A estatística mostra que a Tenosinovite Estenosante dos Flexores é mais frequente em mulheres que em homens e também mais em pacientes com diabetes e nefropatias, hipotireoidismo e outras doenças endócrinas.
É uma patologia considerada pela Medicina do Trabalho como grande causa de afastamentos, readaptações, aposentadoria por invalidez, pois à medida que a situação se agrava, o travamento do dedo na posição de flexão piora a ponto do paciente ficar incapaz funcionalmente para pegar objetos usando tal dedo como "pinça" junto ao polegar ou o polegar junto à outro dedo quando o problema está no polegar.
Existem 3 dedos que são mais acometidos, mas qualquer um dos 5 dedos pode apresentar a situação. São eles: o polegar, o médio e o anular. Pode também haver o comprometimento de mais de um dedo e até em ambas as mãos. Devido a inatividade das mãos durante o período noturno enquanto a pessoa está dormindo, temos a piora do edema e, portanto, os sintomas pioram durante a manhã.
Casos mais avançados, enxergamos a formação do nódulo tendinoso, que normalmente é muito dolorido.
De modo geral, o tratamento inclui fisioterapia, ingestão de corticoides, uso de anti-inflamatórios de todas as classes.
Existem também alternativas muito eficientes e tenho tratado em meu consultório pacientes de todas as idades, com resultados muito positivos: Acupuntura Sistêmica, Acupuntura Coreana (feita nas mãos), Uso de Homeopatias, Uso de Fitoterápicos, Uso de LASER, Uso de Eletroestímulo, Uso de Magnetos de Neodímio, enfim, um verdadeiro arsenal onde usamos um protocolo crescente de métodos para melhorar as dores e reverter a situação.
Não dispensamos o tratamento fisioterápico e nem o tratamento médico. Apenas vamos inserindo nossos protocolos e à medida que o paciente vai melhorando vai deixando de lado por conta própria a medicação alopática, que aliás, é a principal queixa do paciente quando chega ao consultório: "Não aguento mais tomar medicamentos fortes que me fazem mal para o estômago. Preciso de uma alternativa!"
Desta forma, encontro-me à disposição para ajudar àqueles que padecem com "Dedo em Gatilho", a famosa Tenosinovite Estenosante dos Flexores dos Dedos das Mãos!
Vejam abaixo 3 imagens: Um desenho exemplificando o Dedo em Gatilho, Dedo em Gatilho mostrando o nódulo formado após certo tempo da patologia instalada e o Dedo em Gatilho em um paciente.
 
 
 
 
 
 
 

domingo, 11 de maio de 2014

INVERNO: Engordar ou Emagrecer - Você Decide!

Será que eu consigo emagrecer no Inverno, sendo uma Estação do Ano onde o nosso apetite aumenta tanto? A resposta é simples: SIM!
Vamos entender como o nosso corpo funciona.
Quando estamos na Primavera e no Verão, a temperatura externa está mais próxima da temperatura do nosso corpo. Nosso corpo tem temperatura constante, em torno de 36 a 36,5 graus Celsius. A temperatura média dessas Estações está em torno dos 30 Graus Celsius. É por esse motivo que muita gente diz que quase não sente fome nessas Estações do Ano. Claro! Eu não preciso queimar tantas calorias para manter meu corpo aquecido, pois a temperatura externa está alta!
 
E no Inverno? O que acontece? Como a temperatura externa é muito mais baixa que a do nosso organismo, então precisamos queimar muitas calorias para manter nosso corpo aquecido. Desta forma, comemos mais! Além de comermos mais, temos "vontade" de comidas mais calóricas e sempre mais quentes.
Sendo assim, basta fazermos algumas reflexões:
1. Se eu quero emagrecer no Inverno, basta eu comer uma quantidade de comida menor (em volume) do que eu como na Primavera e Verão.
2. Não adianta apenas comer menos em volume! Coma comidas mais frias, para que seu corpo queime calorias para se aquecer.
3. Coma comidas menos calóricas! A vontade é de tomar chocolate quente o dia todo! A vontade é de comer massas bem calóricas no almoço e no jantar! A vontade é de comer feijoada todas as quartas-feiras e sábados! Claro que a vontade é essa! Nosso cérebro comanda as vontades de acordo com as necessidades de aquecer ou esfriar o corpo. Contrarie seu cérebro! Não dê suporte de calorias para o seu corpo!
4. Faça atividade física de desgaste: caminhada, hidroginástica (você terá que queimar calorias para manter o corpo aquecido, mesmo a temperatura da água estando mais quente), tênis,  bicicleta ergométrica ou andar de bicicleta na ciclovia, dentre tantas, incluindo os esportes em grupo: vôlei, basquete, futebol, etc...
5. Se gosta de sorvete, não tem nada que o impeça de curtir um bom sorvete! Apenas não esqueça que ele tem que ser sem açúcar e sem gordura! Todas as boas marcas já oferecem essa versão.
6. À noite, dê preferência aos caldos mais quentes, porém menos calóricos. Não adicione batata, cenoura, beterraba e tantos outros calóricos à sua sopa! Engrosse a sopa com Pasta de Missô, coloque carne magra ou caldo de peixe ou peito de frango, gengibre, alho poró, espinafre, couve manteiga, brócolis.
Enfim, como o título da matéria sugere, você vai decidir se engordará ou emagrecerá nesse Inverno! É a melhor época do ano para se perder peso e também para se ganhar peso!
E o que vem logo após o Inverno? A Primavera! E quem ganhou peso no Inverno acaba procurando perder peso da maneira menos adequada: medicação controlada, pois quer chegar no verão e entrar nas roupas que deixou para trás e também quer curtir praia sem ter vergonha de estar gordo(a).
Faça a sua opção seguindo o que realmente quer para você!
Grande abraço para todos! 

Doenças de Inverno - Acupuntura e Homeopatia!

Em 21 de junho começamos o nosso Inverno aqui no Hemisfério Sul, ou seja, estamos vivendo os últimos 30 e poucos dias do Outono e começando a Estação do Friozinho! Foi por esse motivo que escolhi um tema baseado na procura que tenho no consultório para esse período: As Doenças de Inverno!
O que são Doenças de Inverno? Será que são patologias específicas dessa Estação do Ano? Não, não são específicas, mas estatisticamente são as patologias que mais aparecem nessa época, evidentemente por várias causas, mas a principal delas é comportamental, acredite!
 
É uma época onde a diferença de temperatura entre o nosso corpo e o meio externo é grande. Além disso, temos fatores como: vento frio, aglomerações em shoppings e locais públicos com pouca ventilação, uso de roupas de Inverno guardadas sem o devido cuidado (cheias de fungos e ácaros), dentre tantos.
Primeiramente, não custa lembrar que Gripe é uma patologia onde temos a presença de um único vírus e Resfriado é uma patologia onde temos a presença de vários vírus. Tanto uma quanto outra, são patologias virais, ou seja, não adianta ficar se automedicando, tomando antibiótico, antitérmicos e anti-inflamatórios por conta própria, pois só vai piorar a situação.
Para os corpos saudáveis, que por algum motivo estão gripados ou resfriados, a doença tem um curso benigno e trás poucos problemas. Na verdade, os corpos saudáveis tem até mais resistência imunológica e, portanto, não desenvolverão os sintomas da gripe ou resfriado, ou esses sintomas serão mais amenos. Para os corpos mais debilitados, os cuidados deverão ser maiores: as crianças, os idosos e as pessoas imunodeprimidas.
Tomar a vacina é algo pessoal, que nem vou discutir aqui para não criarmos polêmicas desnecessárias. A vacina está aí, é atualizada todos os anos, pode ser tomada em clínicas particulares e nas policlínicas, mas é uma decisão pessoal.
Estou aqui para falar sobre dois temas: a Acupuntura e a Homeopatia como auxiliares nos casos de Gripes, Resfriados, Rinites, Sinusites e Alergias que estatisticamente mais aparecem no Inverno.
Existem pontos na Acupuntura, que podem ser estimulados com agulhas, LASER, magnetos, cristais radiônicos e outros estímulos, que aumentam a imunidade, dificultando assim o aparecimento da Gripe e do Resfriado. Existem Homeopatias que também fazem isso, ou seja, aumentam a imunidade de crianças, jovens, adultos e idosos.
Além disso, existem Homeopatias consagradas que atuam na vigência das Gripes e Resfriados, diminuindo o curso da doença, não deixando que ela perdure pelo tempo normal ou que se agrave.
Desta forma, oriento aos meus pacientes para que nessa época de meio de Outono e começo do Inverno, procurem seus Acupunturistas e seus Homeopatas para fazerem as sessões de acupuntura preventivas, bem como tomar as Homeopatias preventivas. No caso de estarem já doentes, sugiro também procurar, pois ambas as técnicas melhoram muito a energia do indivíduo, contribuindo para que o organismo busque um equilíbrio e saia logo do quadro agudo, sem complicar a doença.
Além da Gripe e do Resfriado, temos ainda as Rinites Alérgicas e as Sinusites, que normalmente atacam nestas duas Estações do Ano: Outono e Inverno. Pela minha experiência, tanto a Acupuntura quanto a Homeopatia são fortes aliados para resolver essas desordens, sem a necessidade de tantos remédios alopáticos, cheios de contra-indicações e de efeitos colaterais, principalmente quando tomados por conta própria e sem orientação profissional.
Independente da Estação do Ano, mas principalmente no Outono/Inverno, recebo em meu consultório pacientes de todas as idades com quadro de Rinite Alérgica e Sinusite. Os resultados são fantásticos!
Bem, mas como na Medicina Tradicional Chinesa o mais importante é prevenir, sugiro algumas dicas que vão fazer a diferença para as pessoas que normalmente ficam gripadas, resfriadas e com sinusites e rinites nessa época do ano. Vamos lá:
1. Evite banhos muito quentes e demorados, daqueles que o banheiro fica cheio de vapor d'água e com água escorrendo pelos azulejos! Procure tomar banhos mais rápidos e não tão quentes!
2. Evite lavar a cabeça à noite e usar secador de cabelos! Lave seus cabelos na parte da manhã, seque bem com toalha e pronto!
3. Evite lugares aglomerados sem ventilação ou com pouca ventilação! Procure estar sempre em lugares mais ventilados!
4. Lembre-se: o que faz mal é a diferença de temperatura muito grande, ou seja, um banho muito quente e a pessoa sai pisando no chão frio com janelas abertas, recebendo golpes de ar frio no corpo.
5. Tomar sorvete no Inverno não trás Gripe ou Resfriado para ninguém! Entenda que ambas são doenças virais! Pessoas que estão em equilíbrio com seu organismo e são saudáveis, tomam sorvete em qualquer Estação do Ano!
Desta forma, desejo à todos que esse final de Outono e também os 3 meses de Inverno sejam tão bons para todos quanto as duas Estações mais quentes: Primavera e Verão!
 

sábado, 12 de abril de 2014

Nós e Os 5 Elementos

Caros Leitores . . .
 
Na Medicina Tradicional Chinesa o número 5 tem uma conotação importantíssima, pois temos 5 elementos, 5 Estações do Ano, 5 Sabores, 5 Órgãos, 5 Vísceras, 5 Cores, 5 Emoções, enfim, 5 "de tudo"!
Você sabia que um Acupunturista que sabe bem a Teoria dos 5 Elementos consegue tratar você sem precisar colocar muitas agulhas? Pois é! É isso mesmo!
Quando recebo pacientes que já fizeram Acupuntura com profissionais que inserem até 30 agulhas (sim! 30 agulhas!), por sessão, eles me perguntam: "o senhor vai colocar também 30 agulhas?"
Bem, em primeiro lugar, se fizermos uma boa anamnese, não precisamos "dar tiro para todos os lados" e com isso diminuímos muito o número de agulhas. Alguns pacientes tratamos com apenas 4 agulhas sistêmicas (ao longo do corpo) e mais três em uma das orelhas ou nem usamos a orelha para colocarmos agulhas. Deixamos a orelha para colocarmos um Cristal Radiônico ou Esfera Magnetizada ou outro estímulo qualquer, sem precisar usar agulhas. Tudo depende da anamnese bem feita e da Síndrome Energética que esse paciente tem.
Colocarei para você entender quais são os 5 Elementos, um quadro muito ilustrativo (e ainda dá para você treinar seu inglês, pois os nomes estão em inglês kkk...), com a intenção apenas de mostrar o pensamento Chinês.
Em caso de dúvidas, escreva para: acupunturatavares@gmail.com
Para agendar sua consulta, ligue: (13) 3261 6264 e 3261 2760

Magnetoterapia - Yin e Yang Forças Complementares

Caros Leitores . . .
 
Dentre as técnicas usadas pelos Acupunturistas, uma delas é a Magnetoterapia.
Desde os tempos mais remotos usam-se imãs para curar doenças, cicatrizar feridas de difícil cicatrização, diminuir dores e inchaços, conter sangramentos, etc...
A indústria cria a cada dia magnetos mais potentes para os mais diversos fins: levantar pesos, transportar cargas de um local para outro, indutores em aparelhos eletrônicos, enfim, uma gama muito grande de utilidades. Enquanto isso, os acupunturistas fazem experiências com esses superimãs utilizando-os para as mais diversas patologias: artrites, artroses, edemas, algias de modo geral.
Hoje, temos estudos dentro de Hospitais renomados, com profissionais sérios e grandes estudiosos sobre o assunto. O Biomagnetismo Médico tem sido divulgado como a Ciência da Cura Por Métodos Não Invasivos, pois para tratarmos necessitamos apenas de vários pares de magnetos de neodímio com grande potência!
Este ano, estarei em Belo Horizonte e Rio de Janeiro para dar cursos de Magnetoterapia Avançada, com bastante prática além de embasamento teórico adequado. Se houver tempo hábil, ainda faremos em São Paulo e Porto Alegre, pois o mais importante é a divulgação para os profissionais interessados, aprenderem novas técnicas para auxiliar seus pacientes.
Não percam! Logo começaremos a divulgar os locais dos cursos, preços e programação! As vagas são limitadas, pois para as aulas práticas não podemos trabalhar com grupos grandes! Fiquem atentos neste blog e no Facebook!
Yin e Yang, Forças sempre Complementares!

A Acupuntura e o Relógio Biológico

Caros Leitores . . .

Por qual motivo a maioria das crises de asma e bronquite acontecem de madrugada???
Bem, a Medicina Tradicional Chinesa diz o seguinte:
Para cada um dos nossos 12 Meridianos, temos 2 horas de auge! "Coincidentemente" o horário auge do Pulmão é das 3h as 5h !!! Incrível!
Desta forma, podemos fazer tratamentos preventivos dentro da Acupuntura. Os profissionais acupunturistas além de trabalharem com agulhas, magnetos, LASER nos pontos de acupuntura, auriculoterapia, dentre tantas técnicas, ainda devem orientar seus pacientes para esses horários!
Muitas vezes, a pessoa que padece de asma tem hábitos que prejudicam a sua asma: dorme tarde e toma banho tarde, lavando a cabeça e secando mal os cabelos. De madrugada, os cabelos ainda estão úmidos e os Pulmões recebem o que chamamos de ataque de umidade. Pronto! A crise está desencadeada!
O que ele faz? Levanta-se desesperado e já vai fazer uso de um broncodilatador. Não seria mais fácil corrigir hábitos?
Para ilustrar, vou colocar o gráfico que relaciona horas e Meridianos, mas apenas para ilustrar, pois somente um profissional poderá dar explicações mais detalhadas sobre ele.
Estamos sempre à disposição para dúvidas: acupunturatavares@gmail.com
Para marcar sua consulta, ligue para agendar: (13) 3261 6264 e 3261 2760

Síndrome do Túnel do Carpo


Caros Leitores . . .

A procura pela Acupuntura e toda série de Tratamentos Complementares (Homeopatia, Fitoterapia, Magnetoterapia, etc), para Síndrome do Túnel do Carpo está (assustadoramente!) crescendo!
As estatísticas mostram que as pessoas que nos procuram são na maioria bancários, pessoal que trabalha em Cartórios e enfim, todas as pessoas que usam a digitação por 6 a 8 horas diariamente, em seus afazeres.
O médico ortopedista especialista em cirurgia de mãos é o profissional mais indicado para ser procurado, pois somente ele terá a capacidade de fazer um bom diagnóstico para dar um bom prognóstico.
Feito o diagnóstico, uma vez constatada a Síndrome, o paciente deve conversar com seu médico sobre o melhor prognóstico. Muitas vezes, com fisioterapia, afastamento das funções, medicamentos adequados, tudo se resolve. Muitas vezes, somente com cirurgia.
Quando a cirurgia for descartada, temos na Acupuntura e todos os Tratamentos Complementares, ótimos aliados! Hoje, as técnicas usadas pelos profissionais acupunturistas que conhecem a Síndrome, são eficazes e servem tanto para desinflamar o Nervo Mediano, como para diminuir as dores e a dormência causada pela sua compressão.
Nas sessões, não temos apenas um rol de procedimentos para diminuir a dor e voltar a ter sensibilidade nos dedos. Lembrem-se que nos primórdios da Acupuntura, ela era acima de tudo preventiva! Então, orientamos o paciente para evitar recidivas.
Vou colocar abaixo algumas ilustrações para que vocês entendam como é a estrutura anatômica de um punho normal e de um punho com a Síndrome. Além disso, colocarei algumas ilustrações para corrigirem suas posturas enquanto estão digitando.
Caso necessitem, estou à disposição para atender em meu consultório e também posso tirar dúvidas através do e-mail: acupunturatavares@gmail.com
 




 
 

Tensão e Estresse - 8 Pontos de Acupuntura

Caros Leitores . . .

Sabemos que as Tensões Musculares são causadas por vários motivos, porém os mais comuns que escuto em meu consultório são: Estresse, Nervosismo, Irritabilidade, Má Postura ao desenvolver seu trabalho.
Existem 8 Pontos de Acupuntura (na verdade são 4, porém são bilaterais), usados na prática para dar um pouco mais de conforto para quem sofre com essas Dores Tensionais.
Com esses pontos encontrados em um "Triângulo" na parte posterior do nosso corpo, onde um dos vértices é a cabeça e os outros dois estão nas escápulas, conseguimos com técnicas variadas diminuir esse quadro álgico/tensional.
Podemos usar desde Cristais Radiônicos com o Gráfico Mãe, magnetos de ferrite, magnetos de neodímio, até eletro-estímulo com microcorrente, STIPER, ou tantas outras técnicas.
Na verdade, o profissional acupunturista após anamnese detalhada, conseguirá optar pela melhor técnica.
Vejam logo abaixo (por curiosidade) o "Triângulo das Tensões" ao qual me refiro.
Em caso de necessidade, liguem para agendar sua consulta:
(13) 3261 6264 - 3261 2760
Em caso de dúvidas, escreva para: acupunturatavares@gmail.com

sábado, 1 de março de 2014

Um "saco" chamado Estômago???

Caros Leitores . . .
 
Escolhi o título propositalmente, mas para gerar suspense, coloquei um ponto de interrogação no final, pois este órgão tão importante não é apenas um "saco"!
Viso neste artigo, mostrar algumas curiosidades anatômicas e também oriundas da Medicina Tradicional Chinesa, sobre este nosso órgão tão judiado.
O Estômago é um órgão oco, contendo em seu interior o suco gástrico que é bastante ácido. Sua anatomia é muito interessante, pois seu "fundo" é para cima e tem uma constrição musculosa na porção terminal, chamada piloro, que regula a passagem do que já foi processado para o duodeno e não permitir o retorno.
As pessoas que comem muito rapidamente ou que ficam muitas horas sem comer e quando comem, o fazem com grandes quantidades de alimento, acabam prejudicando seu estômago criando hérnias e irritações e inflamações, às quais chamamos de gastrite que, não raramente, caminham para úlceras, que muitas vezes sangram.
Hoje, temos um exame chamado Endoscopia Digestiva, onde o médico consegue enxergar completamente todo o esôfago, bem como todo o Estômago em toda a sua extensão, fazendo diagnósticos muito precisos de gastrites, úlceras e até câncer. Vejam abaixo a anatomia do Estômago.
 
Falando agora da Medicina Tradicional Chinesa, o Estômago (Wei em Chinês), tem natureza Yang (quente) e juntamente com o Baço (Pi em Chinês), forma a raiz do Qi pós-natal (Energia obtida após o nascimento), pois a transformação dos alimentos inicia-se no Wei (Estômago).
Suas principais funções são: controlar a recepção, maceração e decomposição dos alimentos, controlar o transporte da Essência dos Alimentos e a Descendência do Qi e originar os Fluídos Corpóreos (Jin Ye).
Desta forma, é o chamado "Órgão das Preocupações"! Quem é muito preocupado, ansioso, fica o tempo todo com a cabeça ocupada com preocupações (muitas vezes desnecessárias), agride o Estômago.
Conseguimos nos dias atuais fazer uma perfeita analogia entre o que a Medicina Tradicional Chinesa descrevia sobre o Estômago (Wei) e a medicina convencional moderna sabe sobre este órgão.
Na Medicina Chinesa dois pontos do Estômago são muito importantes e puncionados em praticamente todas as sessões com pacientes que sofrem de gastrite, úlceras, ansiedade, preocupação excessiva: E36 (Zusanli) e E40 (Fenglong).
Se você sofre de gastrite crônica e já toma medicamentos alopáticos há muito tempo sem sucesso, procure uma alternativa: faça Acupuntura!

Orgulho de Ser Acupunturista

Caros Leitores . . .
 
Tenho visto na Internet tantas polêmicas em relação à Acupuntura, porém uma grande parte delas infundadas! Publicadas por pessoas que não fazem Acupuntura e mal conhecem essa técnica milenar! Pior que isso é quando a publicação acontece por parte de entidades que se acham "donos" da Acupuntura e querem (infelizmente) manipular a opinião pública com falsas notícias. Triste isso, pois a Acupuntura já foi declarada pela ciência como uma técnica eficaz para tratamentos diversos, onde a abordagem do profissional acupunturista é muito diferente da abordagem clínica feita pelo médico, por exemplo.
Quando um acupunturista (com boa formação) escuta uma queixa (por exemplo: "tenho dor no joelho esquerdo, todas as vezes que subo escada, mas é só quando subo. Não acontece quando desço ou quando caminho."), ele não faz uma abordagem igual a do médico ortopedista. A abordagem inclui perguntas que levarão o acupunturista a um diagnóstico energético daquela síndrome. É claro que sua experiência de formação anterior à acupuntura (biomedicina, fisioterapia, etc.) irá leva-lo a complementar o que está vendo. Na maioria das vezes, o tratamento segue de maneira multidisciplinar, pois o profissional encaminhará o paciente para fazer um exame complementar (Raio X, Ressonância Magnética, etc.), para descartar lesões mais graves. Desta forma, é importantíssimo que o paciente saiba bem qual profissional está procurando, pois o mais importante nessas horas é você ter a segurança de que cada um está trabalhando dentro da sua área de atuação, sem invadir a área de outros profissionais.
Procure sempre profissionais por indicação! Infelizmente, hoje em dia muitas pessoas abrem consultórios e se dizem acupunturistas, tendo feito apenas um curso de um final de semana, que não te dá habilitação alguma e seus consultórios estão na clandestinidade, pois não foram vistoriados pela Vigilância Sanitária local e nem possuem Alvará de Funcionamento.
O título da matéria (Orgulho De Ser Acupunturista), é pelo fato de estar completando no dia de hoje 29 anos de formado biomédico, com 17 anos de consultório de Acupuntura, tendo nesses anos todos acumulado experiência e muitas histórias boas para relembrar. Agradeço à todos que passaram por mim nesses anos, pois a confiança é o primeiro ponto a ser levado em consideração quando se trata da nossa saúde! Forte abraço à todos!
 
 

Agulhas de Acupuntura

Caros Leitores . . .
 
Escrevo este artigo, pois sempre que recebo novos pacientes no consultório que ainda não fizeram Acupuntura, as perguntas são as mesmas:
1. As agulhas são muito grandes?
2. Elas injetam alguma substância?
3. Elas são muito grossas?
4. A gente sente dor?
5. Elas podem quebrar dentro da gente?
6. Elas enferrujam?
7. O que é feito das agulhas após a sessão?
Enfim, essas são apenas 7 das muitas e muitas perguntas que respondo na primeira consulta. Deixo claro, que acho todas muito pertinentes, pois muitas vezes a mídia faz questão de publicar fotos de pacientes com agulhas de Acupuntura "penduradas" no rosto, na cabeça e no corpo todo. Então, acho justo que o paciente pergunte.
Sempre "treinei" minhas secretárias para responder várias dessas perguntas ao telefone, quando o paciente liga e quer informações antes de marcar a primeira consulta. Agora, vou responder à algumas delas.
Vejam bem: existem agulhas de vários tamanhos e espessuras, cada uma usada para uma determinada situação. Porém, nem a mais grossa das agulhas de Acupuntura, chega ao tamanho de uma agulha normal de injeção, pois as agulhas de Acupuntura não tem orifício para injetar nada.
Todas são feitas em aço inoxidável, portanto, não enferrujam e nem quebram dentro do paciente. Todas são formadas basicamente por duas partes: lâmina e cabo. Desta forma, mesmo que o paciente por descuido bata a mão em uma agulha, ela não irá entrar nele além da lâmina.
Elas são maciças, portanto, não injetam nada! Existe uma prática chamada Homeopuntura, onde colocamos homeopatias líquidas e na forma de géis sobre os pontos de Acupuntura, antes de inserirmos as agulhas, mas isso não indica que estamos colocando medicamentos na corrente sanguínea do paciente.
A dor é algo subjetivo para se falar, pois cada um de nós tem um limiar de dor diferente. Se o profissional tiver a paciência de massagear o ponto onde será inserida a agulha, o máximo que o paciente sentirá será uma pequena, leve e passageira picada.
Há algumas décadas atrás, cada paciente tinha o seu jogo de agulhas e levava e trazia para casa ou deixava no consultório do profissional. Isso já aconteceu há décadas! Hoje em dia, os bons consultórios (até por exigência da ANVISA), só usam agulhas e materiais descartáveis. No meu caso, uso um aparelho chamado Destroyer (Desintegrador de Agulhas), que incinera a agulha após o uso e o cabo (única parte da agulha que sobra) é jogado no DescarpaK para ser levado pela Vigilância Sanitária uma vez por semana.
Bem, espero com isso ter dirimido todas as dúvidas com relação às agulhas de Acupuntura. Porém, se ainda tiverem dúvidas, encontro-me à disposição através do e-mail: acupunturatavares@gmail.com
Abaixo, vejam uma foto comparativa entre o tamanho médio de uma agulha de Acupuntura e outras agulhas e artefatos.
 

quinta-feira, 6 de fevereiro de 2014

OS SUPERIMÃS DE NEODÍMIO - UMA SAÍDA PARA A DOR

Caros Leitores . . .
 
Creio que todos já ouviram falar que nos pontos de acupuntura (acupontos), sejam auriculares (nas orelhas) ou sistêmicos (ao longo do corpo), assim como nos pontos doloridos (seja por dor crônica ou aguda), podemos fazer uso de imãs (magnetos), com o intuito de diminuir a inflamação.
Eu já uso essa prática há mais de 15 anos e com uma eficácia muito grande. Meus pacientes que já experimentaram podem comprovar. Os magnetos que sempre usei são magnetos com relativa "potência" (de 300 Gauss até 2000 Gauss).
Hoje, temos uma novidade: OS SUPERIMÃS DE NEODÍMIO!
Pesquisadores descobriram que a liga entre Ferro, Boro e Neodímio tem uma capacidade de atração magnética muito grande. Medindo em Gauss, temos valores da ordem de 13.800 Gauss, ou seja, 13 Teslas (cada Tesla vale 10 mil Gauss).
Desta forma, conseguimos usar os princípios da Medicina Tradicional Chinesa aliados aos avanços da Acupuntura Moderna, para dar muito mais conforto ao nosso paciente que padece de dores crônicas e agudas.
Usando um superimã de Neodímio com a polaridade adequada (polo norte para sedar e polo sul para estimular), conseguimos recuperar lesões de rotura parcial de ligamentos (aquelas que não foram indicadas para cirurgia), artrites, bursites, sinusites, cólicas menstruais, enxaquecas, dentre tantas outras causas de dores.
A gama de variações e aplicações dos superimãs é enorme! Podemos associar os superimãs à eletroestímulos, dentre outras associações possíveis (não quero publicar aqui protocolos de tratamentos, pois trata-se de um texto informativo para pacientes e não para profissionais).
Então, você que se encaixa na situação descrita acima, não deixe de procurar um profissional que esteja atualizado para atende-lo com as técnicas da magnetoterapia. Hoje, as agulhas de acupuntura continuam sendo extremamente usadas, porém dispomos de muitas outras técnicas associadas para resolver quadros dolorosos.
Não deixe de nos procurar. Estamos à disposição para dirimir dúvidas e atender em nosso consultório com dedicação e experiência.
Grande abraço!
Dr. José Roberto
tel.: (13) 3261 6264